Síndrome de burnout: trabalho acima de tudo

22 de fevereiro de 2022 by in category ADULTOS with 0 and 0

sindrome_de_burnout

Em alguns momentos, a jornada de trabalho pode gerar uma carga excessiva de estresse e abalar a saúde mental dos profissionais. É o que acontece quando há muitas tarefas para serem entregues, excesso de compromissos, jornadas muito longas e problemas recorrentes. Profissionais submetidos a essas pressões e cobranças podem desenvolver a Síndrome de Burnout.

Biologicamente, o organismo humano suporta ondas de estresse, mas até um certo limite. Quando há exposição a perturbações constantes, o corpo e a mente não conseguem lidar com esse estímulo excessivo, então, se manifesta o desequilíbrio físico e mental.

Quem desenvolve esse problema tem uma queda significativa na produtividade e pode manifestar ainda outras complicações, como a depressão. Daí a importância de identificar a síndrome a tempo e buscar formas de tratá-la, mas, principalmente preveni-la. É sobre isso que iremos falar neste artigo. Confira!

O que é a Síndrome de Burnout?

Síndrome de Burnout ou Síndrome do Esgotamento Profissional é um distúrbio emocional com sintomas de exaustão extrema, estresse e esgotamento físico resultante de situações de trabalho desgastante, que demandam muita competitividade ou responsabilidade.

A principal causa da doença é justamente o excesso de trabalho. Esta síndrome é comum em profissionais que atuam diariamente sob pressão e com responsabilidades constantes, como médicos, enfermeiros, professores, policiais, jornalistas, dentre outros. Também pode acontecer quando o profissional planeja ou é pautado para objetivos de trabalho muito difíceis, situações em que a pessoa possa achar, por algum motivo, não ter capacidades suficientes para os cumprir.

Quais são os sintomas da Síndrome de Burnout?

A Síndrome de Burnout envolve nervosismo, sofrimentos psicológicos e problemas físicos, como dor de barriga, cansaço excessivo e tonturas.O estresse e a falta de vontade de sair da cama ou de casa, quando constantes, podem indicar o início da doença. Os principais sinais e sintomas são:

● Cansaço excessivo, físico e mental;
● Dor de cabeça frequente;
● Alterações no apetite;
● Insônia;
● Dificuldades de concentração;
● Sentimentos de fracasso e insegurança;
● Negatividade constante;
● Sentimentos de derrota e desesperança;
● Sentimentos de incompetência;
● Alterações repentinas de humor;
● Isolamento;
● Fadiga;
● Pressão alta;
● Dores musculares;
● Problemas gastrointestinais;
● Alteração nos batimentos cardíacos.

Como combater a Síndrome de Burnout?

Tanto o diagnóstico quanto o tratamento para Burnout deve ser orientado por um psicólogo ou médico psiquiatra. Normalmente, além de exigir descanso físico e mental para alívio dos sintomas, recomenda-se o uso de medicamentos e sessões de terapia.

Quando o paciente segue o tratamento corretamente, é possível identificar sinais de melhora significativos, desde o aumento do rendimento no trabalho até maior confiança no dia a dia. Já o oposto, quando o paciente não segue o tratamento corretamente, pode evoluir para depressão ou distúrbios gastrointestinais, como diarreia e vômitos, por exemplo.

Além do acompanhamento médico, recomenda-se mudanças nas condições de trabalho e, principalmente, mudanças nos hábitos e estilos de vida. A atividade física regular e os exercícios de relaxamento devem ser rotineiros, para aliviar o estresse e controlar os sintomas da doença.

Se você está passando por essa situação ou conhece alguém que esteja, não deixe de procurar ajuda. Lembre-se que, quanto mais rápido iniciar o tratamento, mais cedo você poderá adquirir mais qualidade de vida e bem-estar.

Add comment

PSICOLOGIA ABERTA 2020 @ TODOS DIREITOS RESERVADOS