Autoconfiança: descubra como tornar-se dono de si!

20 de julho de 2021 by in category ADULTOS with 0 and 0

autoconfianca

Ter autoconfiança em um mundo em que somos cada vez mais cobrados e pressionados pela forma como nos comportamos, vestimos e pela maneira com que temos que agir pode ser algo desafiante e que necessita de um esforço maior de autoconhecimento e inteligência emocional.

Saber como desenvolver autoconfiança faz toda a diferença, pois muitas vezes estamos tendo problemas em alguma situação simplesmente porque não confiamos que somos capazes. Mesmo quando somos! Descubra neste artigo, algumas formas de melhorar a sua autoconfiança para que você consiga alcançar suas metas e objetivos.

O que é autoconfiança?

A autoconfiança consiste na crença em nossas capacidades, nosso poder e julgamento. É acreditar que teremos um desempenho positivo.

Diversos estudos têm mostrado que a autoconfiança é um bom preditor para um desempenho satisfatório. Quando acreditamos que somos capazes de fazer algo começamos a imaginar como teremos sucesso, e assumimos uma postura positiva diante dos desafios.

Já no caso contrário, quando não acreditamos, além de mergulharmos em pensamentos depreciativos e inseguranças, nosso corpo se prepara para o ataque, liberando cortisol, e começamos a interpretar que estamos em perigo, o que naturalmente prejudica o nosso raciocínio e pode contribuir para que cometamos erros.

Como desenvolver a autoconfiança

Como então construir uma postura confiante no seu dia a dia? Abaixo estão algumas orientações para lhe ajudar a se tornar uma pessoa confiante em si mesma. Confira!

1. Cuide-se – Para sentir-se bem é fundamental dedicar-se a si mesmo. Pratique atividades físicas, tenha boas horas de sono, procure ter uma alimentação equilibrada, se permitindo comer o que gosta mas sem precisar descuidar totalmente de sua saúde. Trate-se com amor e carinho. Ter todas essas novas experiências como bagagem te dará mais autoconfiança. Mas não se pressione e se cobre demais, respeite seus limites.

2. Não se compare – Todos nós somos diferentes em nossas mentalidades, histórias de vida e personalidades. A autoconfiança é construída de acordo com a história de vida de cada um. Honre sua história e cada obstáculo que você tem passado e que te trouxe até aqui.

3. Saiba reconhecer suas qualidades – Muitas vezes ficamos presos às nossas limitações e defeitos e esquecemos que possuímos muitas qualidades e coisas boas. Faça uma lista de tudo que considera positivo em você mesmo e todas as coisas que já conquistou na vida. Leia em voz alta toda vez que se sentir inferior.

4. Defina metas e objetivos – Saber onde queremos chegar é um dos primeiros passos para desenvolver uma autoconfiança plena! Foque em traçar metas alcançáveis. As metas servem como um impulso e incentivo para você sair de qualquer situação que não te agrada. Comece com passos pequenos e vá aumentando gradativamente, à medida que for se sentindo mais confiante.

5. Saia da zona de conforto – Corra pequenos riscos. Para que sua autoconfiança se desenvolva é importante você se colocar em movimento. Mas não se esqueça que quando fazemos isso de forma gradual, a chance de êxito é infinitamente maior. Vamos nos aprimorando durante nosso percurso e adquirindo mais confiança para nos arriscarmos mais.

6. Pratique a resiliência – O conceito de resiliência diz respeito à capacidade de reagir às adversidades da vida e superar obstáculos. Uma pessoa resiliente é capaz de sair de situações desfavoráveis fortalecida e entender que tudo pode servir como uma lição, até mesmo os erros. Observe suas dificuldades, mas não perca a vontade e a disposição de seguir em frente!

7. Aceite o que não pode mudar – Muitas vezes para estar bem conosco é preciso uma boa dose de aceitação. Algumas coisas podem até ser mudadas com esforço e trabalho. E para o que não se pode ter controle, trabalhe a resiliência. Não temos o domínio sobre tudo na vida e no mundo. Saber disso e aceitar que algumas coisas nos escapam, na verdade pode até mesmo ser um grande alívio. Tenha responsabilidade por seus atos, mas saiba que nem tudo é sua culpa.

8. Comporte-se como se já tivesse uma autoconfiança consolidada – Faça um exercício de reflexão. Imagine como você agiria diferente se já fosse uma pessoa autoconfiante e com uma autoestima elevada. Como seria sua postura, como você se comportaria com as outras pessoas, quais atitudes tomaria? Comece a se comportar como se não houvesse nenhuma insegurança até se tornar algo natural, uma parte de você.

9. Policie seus pensamentos – Somos condicionados a absorver todas as críticas, padrões e expectativas, e acabamos acreditando e reproduzindo esses pensamentos depreciativos sem questioná-los.

Toda vez que perceber que entrou num ciclo de pensamentos autodepreciativos, pare por alguns segundos, respire fundo e mude de frequência. Mentalize que ninguém é perfeito e que você está dando seu melhor. Ao invés de focar nas falhas, tente valorizar suas vitórias. Por menores que elas sejam, elas são mérito seu.

10. Procure ajuda profissional – Construir autoconfiança pode ser uma tarefa árdua para algumas pessoas. É difícil se desvincular de padrões e expectativas impostos pela mídia, pela sociedade e pelo nosso próprio ego. Muitas vezes os problemas de autoimagem estão relacionados a traumas muito profundos.

Não se culpe por isso e não despreze sua saúde emocional. Ela é tão importante quanto à física. Dê o primeiro passo: entre em contato e agende uma sessão!

Add comment

PSICOLOGIA ABERTA 2020 @ TODOS DIREITOS RESERVADOS